Visa e CCR Barcas levam tecnologia de pagamento sem contato para o transporte aquaviário

104

Em projeto piloto, novidade chega primeiro às estações Araribóia e Praça XV, no Rio de Janeiro, para tornar o acesso mais rápido e seguro

Com o objetivo de aprimorar a experiência do usuário do transporte aquaviário do Rio de Janeiro, promovendo mais segurança e agilidade na hora de pagar as passagens, a Visa e a CCR Barcas dão início ao projeto de pagamento por aproximação nas estações Arariboia e Praça XV, a partir desta segunda-feira, dia 3.

Com a nova forma de pagamento, o passageiro não precisa mais comprar ou recarregar um bilhete específico. Basta ir a uma das roletas sinalizadas com o uso da nova tecnologia e aproximar cartões ou dispositivos eletrônicos móveis com a tecnologia NFC aos validadores.

A novidade permite economia de tempo para o cliente e maior fluidez no embarque. A cobrança da tarifa será debitada diretamente na fatura do cartão, sem custo adicional ou taxas, ao final de cada dia de uso.

“Assim como as demais empresas do Grupo CCR, a CCR Barcas tem a segurança e o conforto dos usuários como valores essenciais. Com certeza, a implementação desse serviço vai transformar a experiência dos passageiros das barcas”, conta João Daniel Marques da Silva, diretor-presidente da CCR Barcas.

“Essa parceria com a CCR Barcas leva inovação para o carioca e para o turista, promovendo uma jornada de transporte completa e mais segura. Nossa atuação na cidade tem sido muito positiva e, com a expansão para outros tipos de transporte, esperamos levar uma experiência mais fluida para os passageiros”, conta Marcelo Sarralha, diretor executivo de Soluções da Visa do Brasil.

O sistema conta com o Visa Secure Access Module (SAM), que permite a aceitação de qualquer cartão, celular ou dispositivo com a tecnologia de pagamento por aproximação, sem a necessidade de trocar sua atual infraestrutura de validadores das roletas.